O que você precisa
Cadastre-se e receba as Principais Notícias da Diocese no seu Email

5ª Edicão ROMAMOTO ATÉ NONOAI.

5ª EDIÇÃO DA ROMAMOTO

NO DECORRER DOS 53 ANOS DE ROMARIA DEVOTOS

DESENVOLVEM UMA RITUALIDADE PRÓPRIA

Ao longo dos 53 anos de Romaria, os devotos de Nossa Senhora da luz e dos Beatos Manuel e Adílio, têm desenvolvido rituais próprios. Como os peregrinos que prestaram suas homenagens e agradecimentos, através do sacrifício da caminhada e da Cavalgada dos Mártires, outros vem ganhando espaço, como os trilheiros, através da Romamoto e dos inúmeros ciclistas que percorrem quilômetros até o Santuário.

Além é claro, da grande quantidade de velas, fotos, flores, que são ofertadas, os rituais exigem o toque nas imagens, a passagem de joelho pelo corredor do Santuário, a visita a sala dos milagres, as orações, as ofertas e os pedidos.

Os ritos criados pelos romeiros manifestam a liberdade de manter a relação com o sagrado. O respeito aos costumes representa o poder da mediação com o divino, o respeito pelas pessoas queridas que os transmitiram. A figura dos Beatos Manuel e Adílio atravessa gerações. O nosso olhar externo talvez não consiga captar com profundidade o que de fato a experiência ritual causa no romeiro. Não há explicação que esgote o sentido da romaria, pois nela é forte a dimensão transcendental.

É com está espiritualida que um grupo de trilheiros se deslocará no sábado (20), pela manhã, de Frederico Wesphalen rumo a Nonoai, 100 quilômetros serão percorridos com o objetivo de divulgar os Beatos e a causa da canonização.

O grupo de Nonoai, Índios do Asfalto, convida os trilheiros para se deslocarem a Ametista do Sul, onde se juntarão aos demais, rumo ao Santuário para participarem da missa com acolhida e benção às 15h00 de sábado.

Fonte: Site Beatos Manuel e Adílio- Nonoai